OBSTÁCULOS

Você alega que tem motivo suficiente para estar estressado, que tem todas as razões para desistir, não é mesmo?

Quantas barreiras têm de vencer o homem de bem?

Você diz que basta levantar para se deparar com notícias apavorantes. E, além disso, nem sempre a elas deposita credibilidade, porquanto tem ciência de que parte da imprensa usa de sensacionalismo para, esquecendo a ética, conquistar o maior ibope.

Para futuramente usufruir determinado serviço público, você paga antecipadamente o tributo ao Estado. E, pior: sabe que terás que cultivar muita paciência para desfrutá-lo, paciência para usufruir de um serviço deficiente em razão do desvio do dinheiro arrecadado.

Você fica sabendo que o vizinho testemunhou a prisão de um criminoso cruel, chefe de uma organização criminosa. Não só! Poucas horas depois descobre que o Judiciário, num mesmo ato, confere a liberdade ao assassino e segrega a testemunha pelo receio de que ela venha a ser morta.

Na empresa, você participa de encontros motivacionais para, no trabalho, aprimorar o atendimento e aumentar o lucro do patrão, às vezes milionário. Entretanto, desalentado confere que, diante de eventual crise econômica, o empregado é o primeiro a ser descartado.

Como pai, ensina ao filho a importância do trabalho e da honestidade. Ainda assim, corre o risco de ser processado se desferir irrefletidamente um leve tapa no rebento ou lhe conseguir um digno trabalho, pois a lei o qualificará de ‘agressor’ e só permitirá o labor do menor quando ele já se encontrar habituado à ociosidade.

Num banco, a lei proíbe a demorada permanência na fila e recomenda assento ao cliente até ser atendido pelo bancário. Porém, se reclamar o cumprimento da lei será aconselhado, como se fosse um otário, a esperar sentado.

Na intenção de adquirir determinado produto ou serviço, você será persuadido por gentil vendedor ou sedutora funcionária. Todavia, para cancelá-lo terás que ouvir por horas, numa ligação telefônica, uma voz chata ou previamente gravada.

E assim o homem enfrenta inúmeros desafios na face da Terra.

Este artigo não tem o objetivo de fomentar a dor, incentivar a cólera, agravar-lhe a aflição ou torná-lo ainda mais estressado. 

E nem arrumar um bode expiatório! 

Mesmo porque o homem:

* nem sempre convive bem com a verdade;

* raramente valoriza os recursos que Deus lhe disponibiliza;

* frequentemente é cúmplice com o pecado;

* quase sempre é negligente no exercício da função da paternidade; e

* excepcionalmente trabalha como devia, respeita a lei e/ou mantém disciplina em seus atos na sociedade.

Não se trata de uma fuga, mas de um estímulo.

Mesmo neste ambiente, um incentivo a viver com ética, vinculada à fé em Deus. Em verdade, o homem se fortalece quando enfrenta e vence os obstáculos.

A finalidade é relembrar os milenares e ainda inovadores ensinamentos de Jesus, dentre eles “…as bem-aventuranças”; “meu reino ainda não é deste mundo”. Com base neles compreender o princípio espírita de que: “A Terra ainda é um planeta de prova e de expiação”.

Aliás, para que serviria o anjo da guarda se tudo na vida fosse fácil?

O ‘reino dos céus’ é para aqueles que vencem estas dificuldades.

Como diz HUBERTO ROHDEN[1]:

“Todo mundo é bom no meio de bons. Ser bom no meio dos bons é fácil. Ser livre no meio dos livres é fácil. Isso é para os fracos. Agora quero ver ser bom no meio dos maus; ser livre no meio dos escravos; ser puro no meio dos impuros”. “Isto é, produzir fora do tempo favorável”. 

Imagine a resistência que adquirirá aquele, com o sorriso no rosto e serenidade, enfrentar com dignidade estas intempéries?

Haverá maior indício de saúde psíquica?

Por fim, vale lembrar a assertiva de Sêneca: “Nosso cuidado não de ser o de viver muito, e sim, o de viver bem, porque o primeiro depende do destino, e o segundo, da conduta”.

Ou como defende Augusto Cury:

“Só deseja ser eterno quem aprendeu a amar a vida, realçar sua autoestima e não gravitar em torno de seus sofrimentos. Esta é uma faceta da inteligência espiritual.”

[1]   Huberto Rohden. In http://www.levir.com.br/salao7.php?num=0216. Acessado no dia 06 de agosto de 2010.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s